Ads Top

I Ching, o Livro das Mutações - Livro Primeiro, Hexagrama 53: Chien / Desenvolvimento (Progresso Gradual)

Imagem de 'Chien / Desenvolvimento (Progresso Gradual)' - hexagrama número 53, de 64 que fazem parte do I Ching, o Livro das Mutações

Esse texto faz parte da série a respeito do I Ching, o Livro das Mutações, que publicamos no blog quinzenalmente. A proposta é apresentar os textos sobre os 64 hexagramas publicados nos livros Primeiro e Terceiro do livro de Richard Wilhelm.

Para entender melhor o que é o I Ching, sugerimos dar uma olhada no post:


Para consultar o índice dos 64 hexagramas, basta acessar:


Cada hexagrama inclui:

  • uma introdução geral, apresentando aspectos básicos do hexagrama;
  • nome do hexagrama (卦名 guàmíng), que por si só já é repleto de simbolismos;
  • texto, também chamado julgamento ou oráculo, que revela em linguagem simbólica o significado do hexagrama e possui poucas frases, tendo a ele sido adicionados comentários e interpretações ao longo dos séculos, a fim de ajudar o leitor a traduzir o ensinamento ancestral;
  • imagem ou símbolo, que apresenta uma mensagem adicional, com um modelo de conduta ou um conselho estratégico para lidar com a situação indicada pelo hexagrama; e
  • os textos das linhas, em número de seis, indicam alternativas ou transformações possíveis das condições retratadas no hexagrama - lembrando que as linhas são contadas de baixo para cima, sendo a linha inferior a primeira.

E isso é basicamente tudo que você precisa saber para continuar. Boa leitura!

Livro Primeiro (o Texto), Hexagrama 53: Chien / Desenvolvimento (Progresso Gradual)

Este hexagrama se compõe de Sun (madeira, o penetrante) acima, isto é, no exterior, e Kên (a montanha, quietude) abaixo, isto é, no interior.

Uma árvore na montanha se desenvolve devagar, segundo as leis de sua natureza e, assim, mantém-se firmemente enraizada.

Isso sugere a ideia de um desenvolvimento que avança gradualmente, passo a passo.

Os atributos dos trigramas também indicam o mesmo: a tranquilidade interior, que protege contra atitudes precipitadas, e a penetração exterior, que possibilita o desenvolvimento e o progresso.

Julgamento


DESENVOLVIMENTO. A jovem é dada em casamento. Boa fortuna! A perseverança é favorável.

Os acontecimentos que levam uma jovem a acompanhar um homem até o lar se desenvolvem lentamente. Várias formalidades devem ser cumpridas antes que se realize o casamento.

Esse princípio de um desenvolvimento gradual pode ser aplicado também a outras circunstâncias, sempre que se trate de corretas relações de cooperação, como, por exemplo, ao se empregar um funcionário.

Nesse caso, também se deve deixar que o desenvolvimento siga o seu curso próprio. Uma ação precipitada não seria benéfica. Isso, enfim, é válido em relação a qualquer esforço para exercer influência sobre os outros.

Para tanto, o importante é seguir o caminho correto, que é o do aprimoramento de sua própria personalidade. Nenhuma influência exercida por agitadores poderá ter efeitos duradouros.

Em relação à vida interior, o desenvolvimento deve seguir o mesmo curso, caso se queiram alcançar resultados duradouros.

A tranquilidade interior deve exprimir-se, exteriormente, sob a forma de uma suavidade que sabe adaptar-se e que ao, mesmo tempo, é penetrante.

O próprio caráter gradual do desenvolvimento torna necessária a perseverança, pois só ela poderá garantir-lhe a eficácia.

Imagem


Um árvore na montanha: a imagem do DESENVOLVIMENTO. Assim, o homem superior mantém-se no caminho da dignidade e da virtude para que haja uma melhoria dos costumes.

A árvore sobre a montanha pode ser vista de longe e seu crescimento exerce uma influência sobre a paisagem de toda a região.

Ela não cresce rapidamente como as plantas do pântano, mas, ao contrário, tem um desenvolvimento gradual. Assim também se deve proceder para que se possa exercer uma influência sobre os homens.

Nenhuma influência ou despertar repentino pode ter efeito duradouro.

O progresso tem de ser gradual para que uma pessoa possa promover o desenvolvimento tanto da opinião pública quanto dos costumes do povo.

É necessário que sua personalidade adquira influência e autoridade. Isto se consegue graças a um cuidadoso e constante esforço de aprimoramento moral.

Textos das linhas


Árvora na montanha nevada, contraluz, assemelhada a uma antena telescópica: ilustra a seção a respeito dos textos das linhas de ''Chien / Desenvolvimento (Progresso Gradual)'', um dos 64 hexagramas do I Ching, o Livro das Mutações


Seis na primeira posição significa: o ganso selvagem aproxima-se gradualmente da margem. O jovem filho está em perigo. Há comentários. Nenhuma culpa.

Todas as linhas deste hexagrama representam etapas no vôo do ganso selvagem.

Esta ave é o símbolo da fidelidade conjugal, pois acredita-se que após a morte de seu companheiro nunca mais se une a outro.

A primeira linha mostra a etapa inicial do vôo das aves aquáticas, partindo das águas rumos às alturas. A margem foi alcançada.

Esta é a situação de um jovem solitário que procura seu caminho de vida. Como ninguém vem em seu auxílio, seus primeiros passos são lentos, hesitantes, e ele está cercado de perigos.

Naturalmente, ele é muito criticado. Mas são essas mesmas dificuldades que fazem com que ele não se precipite e seu progresso tenha sucesso.

Seis na segunda posição significa: o ganso selvagem dirige-se gradualmente aos rochedos, comendo e bebendo em paz e harmonia. Boa fortuna.

O rochedo é um lugar seguro na margem. O desenvolvimento avançou mais um passo. A incerteza inicial foi superada, tendo-se alcançado uma posição segura, que garante os recursos para se viver.

Esse primeiro êxito abre possibilidade de atuação, desperta uma certa alegria e possibilita que se caminhe com tranquilidade em direção ao futuro.

Diz-se que o ganso selvagem chama seus companheiros quando encontra comida; esse é o símbolo de paz e concórdia em meio à boa fortuna.

Ele não deseja a felicidade só para si, mas está disposto a compartilhá-la com os outros.

Nove na terceira posição significa: o ganso selvagem dirige-se pouco a pouco ao planalto. O homem parte e não regressa. A mulher está grávida, mas não dá à luz. Infortúnio! É favorável prevenir-se contra ladrões.

O planalto é um local seco, impróprio ao ganso selvagem. Se ele vai para lá, é sinal que se extraviou, tendo ido longe demais. Isso contraria a lei de seu desenvolvimento.

O mesmo ocorre na vida humana. Quando o homem impede que as coisas se desenvolvam com tranquilidade e toma a iniciativa, lançando-se de maneira precipitada à luta, o resultado será o infortúnio.

Ele arrisca a própria vida e, assim, leva sua família à ruína. Porém, isso não é de todo necessário, é apenas a consequência de se ter transgredido a lei da evolução natural.

Se ele não toma a iniciativa de provocar a luta, mas apenas limita-se a manter com energia a sua posição, repelindo ataques injustos, tudo correrá bem.

Seis na quarta posição significa: o ganso selvagem dirige-se pouco a pouco à árvore. Talvez encontre um galho plano. Nenhuma culpa.

A árvore não é um lugar apropriado para um ganso selvagem. Mas, se ele for inteligente, encontrará um galho plano e largo sobre o qual possa ficar de pé.

No decorrer de sua vida, muitas vezes um homem se vê em situações que não lhe correspondem, nas quais dificilmente poderá evitar o perigo. É importante, então, ser sensível e flexível.

Isso lhe possibilitará encontrar um lugar seguro em que possa viver, mesmo estando cercado por perigo.

Nove na quinta posição significa: o ganso selvagem dirige-se, pouco a pouco, ao cume. Durante três anos a mulher não tem filhos. Ao final, nada poderá impedi-la. Boa fortuna!

O cume é um lugar alto. O homem que se encontra numa posição elevada poderá facilmente ficar isolado.

Ele não é compreendido por aqueles de quem mais depende: a mulher pelo seu marido, o funcionário pelo seu chefe. Isso decorre da intromissão de pessoas falsas.

Como consequências, esses relacionamentos permanecem estéreis e nada se realiza.

Mas, à medida que o desenvolvimento prossegue, esses desentendimentos são superados e, ao final, a reconciliação se realiza.

Nove na sexta posição significa: o ganso selvagem dirige-se, pouco a pouco, à altura das nuvens. Suas penas podem ser usadas na dança sagrada. Boa fortuna!

Aqui a vida chega a seu termo. A tarefa está concluída.

O caminho se dirige às alturas, rumo ao céu, como o vôo dos gansos selvagens quando deixam para trás a terra. Lá, ao alto, eles voam, em ordem, mantendo uma rigorosa formação.

E quando suas penas caem, podem ser utilizadas como ornamento nas pantomimas das danças sagradas nos templos.

Assim, a vida de um homem que alcança a plenitude é como uma luz brilhando sobre as pessoas na terra, que, admirando-a, seguem-lhe o exemplo.

Depois de tudo

E aqui alcançamos o final do texto sobre o hexagrama Chien / Desenvolvimento (Progresso Gradual), da primeira parte do livro I Ching, o Livro das Mutações.

Caso tenha interesse, pode adquirir o livro clicando na imagem a seguir:



Para consultar o índice dos hexagramas, clique:

Próximo hexagrama:
  • 54. Kuei Mei / O Jovem que se Casa

Hexagrama anterior:


---

Créditos e referências

Ilustrações e fotos creditadas na ordem em que aparecem no post.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.