Ads Top

I Ching, o Livro das Mutações - Livro Primeiro, Hexagrama 32: Heng / Duração

Imagem de 'Heng / Duração' - hexagrama número 32, de 64 que fazem parte do I Ching, o Livro das Mutações

Esse texto faz parte da série a respeito do I Ching, o Livro das Mutações, que estamos publicando no blog quinzenalmente. A proposta é apresentar os textos sobre os 64 hexagramas publicados nos livros Primeiro e Terceiro do livro de Richard Wilhelm.

Para entender melhor o que é o I Ching, sugerimos dar uma olhada no post:


Para consultar o índice dos 64 hexagramas, basta acessar:


Cada hexagrama inclui:

  • uma introdução geral, apresentando aspectos básicos do hexagrama;
  • nome do hexagrama (卦名 guàmíng), que por si só já é repleto de simbolismos;
  • texto, também chamado julgamento ou oráculo, que revela em linguagem simbólica o significado do hexagrama e possui poucas frases, tendo a ele sido adicionados comentários e interpretações ao longo dos séculos, a fim de ajudar o leitor a traduzir o ensinamento ancestral;
  • imagem ou símbolo, que apresenta uma mensagem adicional, com um modelo de conduta ou um conselho estratégico para lidar com a situação indicada pelo hexagrama; e
  • os textos das linhas, em número de seis, indicam alternativas ou transformações possíveis das condições retratadas no hexagrama - lembrando que as linhas são contadas de baixo para cima, sendo a linha inferior a primeira.

E isso é basicamente tudo que você precisa saber para continuar. Boa leitura!

Livro Primeiro (o Texto), Hexagrama 32: Heng / Duração



O forte trigrama Chên está acima, o trigrama fraco, Sun, abaixo. Este hexagrama é o inverso do anterior: lá, há influência; aqui, há união como condição duradoura.

Aqui, as imagens são o trovão e o vento, fenômenos que surgem constantemente associados. O trigrama inferior indica suavidade interna, o trigrama superior, movimento externo.

Aplicado à esfera das relações sociais, o hexagrama representa a instituição do casamento como a união duradoura dos sexos. Durante o cortejar o jovem se subordina à jovem.

No casamento - representado pela união do filho mais velho com a filha mais velha -, ao homem cabe a função de ativar e dirigir no plano exterior, enquanto à mulher cabe preservar a suavidade e a obediência no plano interior.

Julgamento


DURAÇÃO. Sucesso. Nenhuma culpa. A perseverança é favorável. É aconselhável ter onde ir.

A duração é um estado em que obstáculos não conseguem esgotar o movimento. Não é uma condição de repouso, pois a mera imobilidade significa, na verdade, um retrocesso.

A duração é o movimento de uma totalidade organizada e completa em si mesma. Esse movimento está sempre se renovando. Ele se realiza segundo leis imutáveis e cada término dá lugar a um novo começo.

O objetivo é atingido por um movimento na direção interna: a inspiração, a sístole, a contração. Esse movimento se transforma num novo começo tomando a direção externa: a expiração, a diástole, a expansão.

Os corpos celestes movem-se em suas órbitas e por isso sua luminosidade perdura. As estações seguem uma lei invariável de mutação e transformação e, por isso, têm uma ação duradoura.

Assim, também, o caminho do homem que segue seu destino tem um sentido duradouro: desse modo, o mundo se estrutura e ganha forma. Naquilo que dá às coisas duração, pode-se reconhecer a essência de todos os seres no céu e na terra.


Imagem


Trovão e vento: a imagem da DURAÇÃO. Assim, o homem superior permanece firme e não altera seu rumo.

O trovão eclode e o vento sopra. Sendo fenômenos inconstantes, parecem se opor à duração. No entanto, surgem e desaparecem, vêm e vão seguindo leis imutáveis.

Do mesmo modo, a independência do homem superior não se baseia numa rigidez ou imobilidade de caráter. Ele caminha de acordo com o tempo e, com ele, muda.

O duradouro é sua firme direção, a lei interna de seu ser, o que determina todos os seus atos.

Textos das linhas


Noiva chinesa preparada para o grande momento em sua liteira: ilustra a seção a respeito dos textos das linhas de ''Heng / Duração'', um dos 64 hexagramas do I Ching, o Livro das Mutações


Seis na primeira posição significa: buscar a duração depressa demais traz persistente infortúnio. Nada é favorável.

O duradouro só pode ser criado gradualmente, através de longo trabalho e cuidadosa reflexão. Lao-tse comenta a respeito.

Quando se quer comprimir algo, deve-se primeiro deixá-lo expandir-se plenamente.

Aquele que já ao início faz exigências excessivas, está assim se precipitando e, por querer demais, termina não conseguindo nada.

Nove na segunda posição significa: o arrependimento desaparece.

Esta é uma situação anormal. A força de caráter de um homem é superior ao poder material de que dispõe.

Poder-se-ia temer então que ele se inclinasse a buscar algo acima de suas forças. Mas como esta é a época da duração, ele consegue dominar sua força interna e evita qualquer excesso.

Assim, desaparece todo motivo de arrependimento.



Nove na terceira posição significa: aquele que não procura dar duração a seu caráter sofrerá vergonha. Persistente humilhação.

Quando alguém se deixa levar por estados de ânimo, de esperança e medo provocados pelo mundo externo, perde a solidez interna de caráter.

Esta inconsistência interna conduz invariavelmente a experiências penosas. Tais humilhações vêm muitas vezes de setores inesperados.

Não são tanto efeitos produzidos pelo mundo externo, como conseqüências lógicas provocadas pela sua própria natureza.

Nove na quarta posição significa: nenhuma caça no campo.

Para que numa caçada se possa acertar em alguma presa, é necessário proceder-se de modo correto. Quando se insiste em espreitar a caça onde ela não existe, nunca se encontrará nada, por mais que se espere.

Numa busca, a insistência não é suficiente. O que não se busca da maneira correta não se encontra.



Seis na quinta posição significa: dar duração a seu próprio caráter através da perseverança traz boa fortuna para a mulher e infortúnio para o homem.

A mulher deve seguir a um homem toda a sua vida. O homem, entretanto, deve ater-se àquilo que é seu dever no momento.

Caso ele se deixasse constantemente conduzir pela mulher, cometeria um erro.

É, portanto, correto para uma mulher aderir, de modo conservador, à tradição. O homem, ao contrário, deve permanecer flexível e adaptável, guiando-se apenas pelo que o seu dever, no momento, exige.

Seis na sexta posição significa: a inquietude como condição duradoura traz infortúnio.

Há pessoas que estão constantemente numa movimentação agitada e nunca alcançam a tranquilidade interior.

A inquietude não só impede um aprofundamento interior, mas torna-se na verdade perigosa quando predomina em posições de autoridade.

Depois de tudo

E aqui alcançamos o final do texto sobre o hexagrama Heng / Duração, da primeira parte do livro I Ching, o Livro das Mutações.

Caso tenha interesse, pode adquirir o livro clicando na imagem a seguir:



Para consultar o índice dos hexagramas, clique:

Próximo hexagrama:

Hexagrama anterior:


---

Créditos e referências

Ilustrações e fotos creditadas na ordem em que aparecem no post.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.