Exército de Terracota, ponte dos imortais, pedras de calcário e roupas no varal são as fotos chinesas do mês


Foto de uma antiga câmera Kodak Supermatic sobre o chão

Opa, que bom contar com você neste sexto post com as fotos chinesas do mês - e também o último dá série no ano de 2016.

Para relembrar, a série começou em junho com esse post e já nos entregou um monte de imagem bacana do Reino do Meio.

E enquanto o livro a respeito de Sun Tzu, o autor d'A Arte da Guerra, está sendo lentamente gestado, continue a apreciar comigo mais algumas escolhidas a dedo (e três temas que já apareceram aqui):

  • Uma ponte para Wolverine;
  • Wulingyuan e os pilares de arenito;
  • Mais exército de terracota; e
  • Roupas no varal - sim, isso mesmo!

E pode comentar à vontade lá embaixo - como sempre.

Ponte dos Imortais

Se arriscaria? Então, dá só uma olhada no que o pessoal do Arquitetura Sustentável escreve a respeito dela:

A Ponte dos Imortais, localizada nas Montanhas Huangshan, na China, é considerada a ponte mais alta do mundo e por isso, se tornou patrimônio da Unesco. A ponte fica a uma altura amedrontante e para se chegar até ela é necessária uma caminhada árdua por entre os penhascos íngremes das “Montanhas Amarelas”.




Wulingyuan

Veja o que o tá escrito no Hype Science a respeito desse Patrimônio Mundial da Unesco:

A região de Hunan é repleta de paisagens dramáticas, e Wulingyan é uma de suas maiores atrações. Esta maravilha geológica é composta de mais de 3 mil pedras de calcário, com belas cachoeiras e algumas das maiores grutas de calcário da Ásia.



Guerreiros de terracota

Acho que nunca me cansarei de admirar essa fantástica obra da imaginação humana - que, aliás, foi descoberta por acaso. É o que nos informa o texto da Revista Viagem:

A atração número um de Xi'an foi encontrada por acaso. Por séculos a cidade viveu à sombra do imperador Qin Shi Huangdi, o homem que unificou a China no século 3 a.C. Sentia-se sua presença, sabia-se que aqui ele estabeleceu sua capital, mas os traços físicos desse período eram limitados. Isso até 1974, quando fazendeiros fizeram uma descoberta fabulosa. Um a um guerreiros de terracota foram sendo desencavados. De repente, eram centenas, cada um com feições diferentes dos outros. Estava descoberto o maior sítio arqueológico desde que Howard Carter descobriu os tesouros de Tutankhamon: a tumba de Qin Shi Huangdi.




Roupa lavada

Mania mutcho lôka dos chineses (e dos maranhenses também... hehe), o pessoal do De Passagem tem um texto bem legal a respeito:

Este costume chinês faz cair o queixo de qualquer estrangeiro. Aqui, o povo tem a mania de colocar tudo na rua para secar. É comum olhar prédios altos com varais para fora cheios de roupas, lençóis, até edredons. Nas calçadas, também é fácil encontrar as mais variadas peças que estão ao alcance das mãos de qualquer um, inclusive roupas íntimas. Os chineses acreditam que tudo deve ficar do lado de fora para secar. Se secar dentro de casa, as bactérias não morrem.



Click final

Como já deixei claro no primeiro post desta série, teremos sempre quatro fotos por publicação, uma para cada semana do mês.

Além disso, você não verá na série os créditos ao final - como tenho feito nos textos regulares (veja um exemplo aqui no texto sobre o ano novo chinês). No entanto, em se tratando de pins do Pinterest, você sempre pode seguir a foto até encontrar a origem e (com alguma sorte) o autor.

A exceção a respeito dos créditos irá para a foto de abertura, que a princípio será sempre de um tema relacionado à arte de fotografar.

Espero que tenha gostado e aguarde poucas e boas para o próximo mês.

Aliás, qual delas você achou melhor?

Claro que eu gostaria de saber da sua opinião nos comentários. Sinta-se à vontade para queimar o filme (ou não) - antes que o ano acabe de vez. 

Zài Jiàn!

Crédito da imagem de abertura

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Escreva um comentário aí em baixo para o mundo saber o que você achou do post ou do blog. Se preferir, compartilhe o post e nos siga no Facebook ou no Google Plus.