Florestas de pedra, Venezas da China, corvos-marinhos e portões dos céus nas fotos do mês


Lente de uma câmera fotográfica com uma paisagem espelhada em um vidro

Olha, se tem uma coisa complicada é esse tal de tempo. E a princípio você não tem nada a ver com isso, mas eu tenho:

  • um trabalho bacana que paga minhas contas;
  • uma lista interminável de posts para escrever ou atualizar;
  • este bendito livro que escrevo sobre Sun Tzu (o autor do nosso já querido A Arte da Guerra) - que afinal é toda a razão de ser deste blog.

E quando eu coloco o tempo nessa equação, a conta simplesmente não fecha. Por isso decidi mudar um pouco meus planos pra ver se melhoram as chances de tudo isso aí dar certo e eu ainda conseguir:

  • dar às mulheres da China da minha vida a atenção merecida;
  • assistir minhas séries e filmes preferidos; e
  • ler meus super atrasados quadrinhos!

A ideia é a seguinte: novos textos originais e épicos serão publicados uma vez por mês.

Alternando essas publicações, também mensalmente, teremos posts com uma ideia que já estava ruminando em minha cabeça há algum tempo e acho que você vai gostar.

A proposta é publicar todo mês fotos com temática chinesa (inclusive históricas e sobre história), junto com breves comentários a respeito de cada uma.

Simples assim! Desse jeito, consigo manter a qualidade dos textos, bem como a regularidade quinzenal dos posts.

E como aquela frase sobre imagens e palavras neste caso é mais do que apropriada, vamos logo ao que interessa.

Floresta de Pedra de Zhangjiajie

Veja um trecho da descrição sobre a Floresta de Pedra, extraído do site China Radio International:

Zhangjiajie é uma região famosa por seu relevo peculiar com formações rochosas como a floresta de pedras de quartzo. Esta última, única na China, foi descoberta na década de 1970. Em 1982, o país criou seu primeiro parque florestal em Zhangjiajie.  




Fenghuang e uma Veneza na China

Essa foi difícil, mas, a julgar por aquela torre presente em outras fotos espalhadas por aí, parece tratar-se de Fenghuang - uma antiga cidade na província de Hunan, na China, com ares de Veneza.

Devo dizer que fotos com barcos (quase) sempre me fascinam - e essa de cima, bem como a próxima, não é diferente.



O pescador e o corvo-marinho

Talvez seu conceito de pescaria seja um pouco diferente e envolva um motor de popa, tralhas e mais tralhas, litros de cerveja e três caminhões de pedras de gelo.

Mas esta foto aí é simplesmente sensacional!!!! E ainda tenho dificuldade para acreditar que é de verdade - parece muito com algo criado por computador.



A montanha do portão dos céus

Não tem nada a ver com Bob Dylan, nem Axl Rose, muito menos Zé Ramalho - argh!!!

Trata-se tão somente de uma vista da Montanha Tianmen, localizada no Parque Nacional de mesmo nome, em Zhangjiajie.



Alguns finalmentes

É isso aí. São quatro fotos por publicação, uma para cada semana do mês.

Considerando o que escrevi lá no começo do post, você não verá nesta série os créditos ao final - como tenho feito nos textos regulares (veja um exemplo aqui no texto sobre os 36 estratagemas).

No entanto, em se tratando de pins do Pinterest, você sempre pode seguir a foto até encontrar a origem e (com alguma sorte) o autor.

A exceção a respeito dos créditos irá para a foto de abertura, que a princípio será sempre de um tema relacionado à arte de fotografar.

Espero que tenha gostado e aguarde poucas e boas para o próximo mês.

Aliás, qual delas você achou melhor?

Claro que eu gostaria de saber da sua opinião nos comentários. Sinta-se à vontade para descer a lenha (ou não). 

Zài Jiàn!

Crédito da imagem de abertura

2 comentários :

  1. Oi Alexandre!
    Só te digo que os pescadores são reais, e exatamente como a foto mostra. Ok, as lentes do fotógrafo podem fazer milagres com o cenário, que nem sempre é tão 'cool' assim...rs.
    Lindas as fotos. Todas!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba, Christine, essa do pescador é surreal!

      Acho que mais do que as lentes, é o olhar do fotógrafo. Esse povo tem a mania de ver coisas sensacionais onde a maioria de nós muitas vezes nem vê nada.

      Claro que nesse caso, as lentes e os filtros ajudaram (mas ainda tenho uma pontinha de dúvida... rsrs).

      Abração!

      Excluir

Escreva um comentário aí em baixo para o mundo saber o que você achou do post ou do blog. Se preferir, compartilhe o post e nos siga no Facebook ou no Google Plus.