57 links essenciais para entender planejamento estratégico

Homem de capuz amarelo, contemplando a curva de uma estrada a partir de um rochedo

É claro que ninguém pode prever o futuro e que tudo que a gente planeja é passível de ser revisto.

O mapa não é o território, mas experimenta atravessar o país sem um mapa! Ainda que você conheça o caminho de cor e esteja na sua cabeça, mesmo assim é um mapa, você tem um objetivo e um plano.

Vai sair de um lugar, chegar em outro. Pegar o carro, ir até o posto, abastecer, etc... etc... etc.

Tá achando esse papo meio de doido, né? Aliás, o que esse negócio de plano, mapa, território, tem a ver com Sun Tzu e A Arte da Guerra?

Então, se você se perguntou isso:

  • ou somente está conhecendo o blog, Sun Tzu e seu livro agora;
  • ou não prestou bem atenção ao que publiquei em outros posts.


Acontece que, na arte e na guerra, é preciso estratégia e isso, em primeira e última instância, é planejar.

Planejamento estratégico é a essência da pequena obra-prima chinesa - muito embora esse termo não apareça na obra. Parece que é só estratégia militar, mas não, pode ser qualquer estratégia.

E é por isso que resolvi escrever, a princípio, três posts sobre assuntos que, de um jeito ou de outro, tocam a essência d'A Arte da Guerra nos dias atuais:

  1. planejamento estratégico;
  2. projetos; e
  3. processos.

Foi um árduo trabalho de pesquisa, mas que valeu a pena demais.

Achei links e textos maravilhosos cobrindo desde o bê-a-bá até conceitos mais avançados, e nem por isso complexos, sobre essas disciplinas essenciais para se alcançar o sucesso tanto no mundo organizacional (empresa privada, ONG, órgão público, etc.), quanto no âmbito pessoal.

Então, sem mais delongas, vamos aos 57 links essenciais para entender planejamento estratégico.

O que é planejamento estratégico


Quadro negro com rabiscos simulando uma estratégia de jogo no futebol

Aqui apresento links para conteúdos que vão direto ao ponto, mas ainda em um nível básico. É um aperitivo, para termos uma ideia do que vem a ser esse negócio.


Como fazer o planejamento estratégico

Agora, vamos colocar a mão na massa e começar a aprender como fazer um planejamento estratégico, tanto em linhas gerais, quanto em detalhes bem específicos.


Missão, visão, valores



Certamente você já viu essas três palavrinhas em alguma empresa privada ou repartição pública, não?

Pois bem, vamos ver o que elas significam no contexto do planejamento estratégico e entender como estabelecer o conteúdo relacionado a cada uma.


Exemplos missão, visão e valores


Análise SWOT (também conhecida como FOFA ou Jedi)


Obi-Wan Kenobi e Qui-Gon Jinn, interpretados por Ewan McGregor e Liam Neeson, empunhando seus sabres de luz, prontos para a luta

Outra coisa extensamente preconizada quando se trata de planejamento estratégico é a elaboração de uma análise SWOT (Strength, Weaknesses, Opportunties, Threats) ou FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas, Ameaças).

Se for encarar, que a força esteja com você!


Metas e Objetivos

Então, agora que você já tem ideia dos conceitos básicos, já virou um cavaleiro Jedi e deu os primeiros passos para o planejamento estratégico, é necessário estabelecer seus alvos e ações para alcançá-los.

Tá aí o Robin Hood que não me deixa mentir sozinho.


Balanced Scorecard (BSC) e seu mapa da mina estratégico



Vencidas as etapas anteriores, está na hora de juntarmos as pontas e fazermos o alinhamento da estratégia com a operação. E o nome disso parece complicar a coisa, mas na verdade é até simples.

Também vale dar uma olhada no site do Balanced Scorecard Institute.


Bônus



As métricas, os indicadores de desempenho e os famigerados famosos KPIs


Cary Elwes, interpretando Robin Hood, aponta suas flechas em cena do filme A Louca! Louca História de Robin Hood (1993)

Então tá, né? Tranquilo e favorável, é só curtir meu planejamento estratégico que tudo vai se resolver como num passe de mágica.

Não!!! Precisamos saber se tudo que fizemos vai servir pra alguma coisa. E nada melhor que utilizar os famosos KPIs - ou, apelando à tecla SAP, quei-pi-ai.



Bônus


Exemplos de planejamentos estratégicos



Então, agora que você já tem uma boa ideia do que é e de como fazer um bom planejamento estratégico, que tal estudar alguns já prontos?

Segue uma pequena lista para seu deleite, na quase totalidade de órgãos públicos. A honrosa exceção vai para o famoso tricolor gaúcho - aliás, gremista ou não, vale uma lida no curiosíssimo livro do jornalista Vicente Fonseca: Grêmio Hoje e Sempre.


Conteúdo complementar

Era mais ou menos isso aí em cima que eu queria disponibilizar aqui como conteúdo essencial para entender planejamento estratégico.

Mas ao longo da jornada me deparei com outros links interessantes que, embora não digam respeito tão diretamente ao assunto, oferecem uma visão complementar que pode contribuir um pouco mais para entender toda essa sopa de letrinhas.

Assim, pega aí seis links com mais artigos, slides e vídeos a respeito do planejamento estratégico.


Conclusão


Duas placas de madeira apontam para direções opostas: "por aqui"; "não, por ali".

Ufa! Terminamos!

Por incrível que pareça foi um dos posts mais difíceis e trabalhosos de se fazer, muito embora seja relativamente fácil de consumir - assim espero. Também espero que seja útil e gostaria muito de saber o que você achou.

Dê sua opinião nos comentários abaixo e esteja por aí daqui a quinze dias, quando vem o segundo post da série, com os links essenciais para se entender projeto.

Grande abraço!


Créditos e referências


3 comentários :

Escreva um comentário aí em baixo para o mundo saber o que você achou do post ou do blog. Se preferir, compartilhe o post e nos siga no Facebook ou no Google Plus.