Frases de Sun Tzu e da Arte da Guerra (II)

2 punhais (ou adagas) de bronze da Dinastia Shang, feitos há mais de 3 mil anos, com detalhes de cabeças de animais nos punhos
<< 3 mil anos de idade e shape de 300 -- via Kaogu >> 

Após muito tempo, finalmente estou retornando à sequência de posts com frases de Sun Tzu e do livro A Arte da Guerra.

Houve muitos percalços e bastantes avanços de lá pra cá, mas agora seguiremos firmes e fortes.

A diferença básica que veremos daquele primeiro post para este e os próximos é que, enquanto lá me baseava na tradução de Lionel Giles para o inglês, disponível no Projeto Gutenberg, daqui pra frente me basearei na versão disponível no blog de André Bueno.


Para mais downloads do livro (PDF, etc) A Arte da Guerra, de Sun Tzu, clique no link aí atrás e, para ver as frases de Sun Tzu escolhidas para hoje, é só continuar a leitura.

Aproveite!

Sobre o uso das armas

Os que não são totalmente conscientes da desvantagem de servir-se das armas não podem ser totalmente conscientes das vantagens de utilizá-las. 

Sobre campanhas demoradas

As longas campanhas militares constituem uma ferida para o país.


Sobre a felicidade do povo

Os habitantes constituem a base de um país, os alimentos são a felicidade do povo. O príncipe deve respeitar este fato e ser sóbrio e austero em seus gastos públicos.

Sobre recompensas

Onde há grandes recompensas, há homens valentes. 


Sobre o inimigo

Se utilizas o inimigo para derrotar o inimigo, serás poderoso em qualquer lugar aonde fores.

Todas as frases de Sun Tzu deste post são do capítulo II do livro A Arte da Guerra -- intitulado O Combate.

Títulos alternativos: Do Comando da Guerra / Sobre o princípio das ações.


Abraços e tudo de bom!




Nenhum comentário :

Postar um comentário

Escreva um comentário aí em baixo para o mundo saber o que você achou do post ou do blog. Se preferir, compartilhe o post e nos siga no Facebook ou no Google Plus.