O Terreno -- Capítulo X do livro A Arte da Guerra de Sun Tzu


Quem conhece a si mesmo e conhece o inimigo, pode garantir a vitória; quem conhece o tempo e o terreno, a alcançará de modo absoluto.


Entrada para a cidade histórica de Petra, na Jordânia (é, aquela mesma do filme Indiana Jones e a Última Cruzada)
<< É, o inimigo não ocupou o terreno inteiramente.
Vou seguir! - via Alemarcolino's Weblog >> 

Então, o capítulo X d'A Arte da Guerra até que começa bem.

O título do bicho tem tudo a ver com os tipos de terrenos que recebem uma classificação de Sun Tzu:

  1. Acessível, quando é fácil se deslocar
  2. Tortuoso, quando é fácil de sair, mas difícil de entrar
  3. Indeciso, quando é desvantajoso para ambos;
  4. Apertado, quando é estreito
  5. Acidentado, quando é ruim
  6. Distante, quando é largo

O autor do milenar livro de estratégia também trata esta classificação como as "seis condições sobre os terrenos", que devem ser examinadas com cuidado pelo general.


Diz ainda como se portar em cada um destes terrenos:

No acessível

A fim de se obter vantagem sobre as linhas do inimigo, assumir posição nele antes do adversário, na parte alta e ensolarada.

No tortuoso

Simplesmente evitá-lo, pois apesar de ser possível vencer o inimigo "com um simples golpe", caso ele esteja despreparado, seu exército estará em perigo, caso não vença.

No indeciso

Deve-se recusar vantagens oferecidas pelo inimigo, pois tratam-se de armadilhas; "retire-se, atraia-o, e então ataque".

No apertado

Ocupá-lo todo, se chegar primeiro; caso contrário, não seguir o inimigo, a não ser que ele não o ocupe inteiramente.


No acidentado

Se o inimigo ainda não tiver ocupado o lugar mais alto e ensolarado, é o que se deve fazer, caso contrário, retirar-se e não segui-lo.

No distante

Não é favorável lutar, nem atacar o inimigo, caso suas forças sejam equivalentes.


Ainda sobre os terrenos, Sun Tzu deixa clara a necessidade de se dominar o assunto:

A conformação do terreno é de vital importância na batalha. Estude o inimigo, meça corretamente as distâncias, avalie as dificuldades e perigos. Quem faz esses cálculos vence; quem não faz, perde.

O bom general e as seis condições



Claro que o estilo Sun Tzu de literatura não permite que, num capítulo intitulado "O Terreno", o único assunto abordado seja este.

Como sempre, ele dá um jeitinho de falar de outras coisas necessárias ao cabedal do "bom general", com o perdão da rima inapropriada.

Engata, então, na sequência, seis condições que devem ser atentamente estudadas e que levam um general à derrota.

Elas dizem respeito a:

  1. Diferenças de força significativas entre os exércitos
  2. Soldados fortes e oficiais fracos (insubordinação)
  3. Oficiais corajosos e soldados fracos (exército preguiçoso)
  4. Oficiais motivados por raiva e soldados inconsequentes (exército negligente)
  5. General fraco, sem moral e com regras confusas (exército confuso)
  6. General imprevidente, que não se prepara devidamente para a batalha (derrota)


Adicionalmente reflete sobre o relacionamento do general com os próprios soldados e sobre as chances de vitória baseadas em determinados conhecimentos (vulnerabilidade do inimigo, capacidade das próprias tropas, terreno e leis da guerra).

Também retoma outro tema já tratado anteriormente.

Trata-se da ideia de, nos assuntos de guerra, ignorar as determinações do governante:

Quando as leis da guerra apontam para a vitória, conquiste-a, mesmo que o governante não autorize. Quando as leis da guerra indicam a derrota, não o faça, mesmo que o governante tenha ordenado.

Avançar sem desejar glória, recuar sem temer os castigos, proteger o povo, cuidar do soberano. Esta parece ser a "joia da coroa", em se tratando de generais.

Desde que, obviamente, se tenha noção do que está acontecendo, capicci?

Encerro por aqui e gostaria de saber o que você acha disso tudo aí.

Grande abraço e ciao!


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Escreva um comentário aí em baixo para o mundo saber o que você achou do post ou do blog. Se preferir, compartilhe o post e nos siga no Facebook ou no Google Plus.