Game of Thrones, Sun Tzu e a arte de fazer alianças - Catelyn Stark


Katelyn Stark e Lorde Frey trocando farpas e disputando o Game of Thrones
<< Lady Stark negocia com o jeitoso Lorde Frey - via Game of Thrones Portugal >> 

Logo após terminar de reler A Arte da Guerra, discorri por aqui sobre o quanto Sun Tzu dá importância às alianças em sua obra. Citei como exemplo passagens da série Game of Thrones envolvendo o personagem Tyrion Lannister, interpretado por Peter Dinklage.

Hoje vou dar continuidade ao assunto alianças, mais uma vez com base em Game of Thrones. Agora, no entanto, a personagem será Catelyn Tully Stark, esposa de Eddard (Ned) Stark (Sean Bean, o Boromir de O Senhor dos Anéis) e Lady de Winterfel (interpretada pela atriz Michelle Fairley). No episódio 9, denominado Baelor, os homens comandados por seu filho Robb (Richard Madden) precisam atravessar uma ponte fortificada controlada por um Lorde rabugento, de nome Walder Frey (David Bradley, o Argus Filch de Harry Potter).

Loucura, loucura, loucura!

Tentar atravessar à força seria um ato de insanidade, o que deixava como única alternativa bater um papo com o Lorde Frey e pedir encarecidamente que ele abrisse passagem. Após um breve bate-boca interno, decide-se que a pessoa certa para ter com o tinhoso controlador da passagem é a não-sem-importância-na-trama Lady Stark. Ela vai, a série não nos mostra toda a conversa entre ambos, ela volta. Boa notícia, o cara vai deixar passar e ainda vai ajudar com homens, mas...

Aqui entra a questão de se fazer alianças a qualquer custo. Robb pergunta sobre o preço a ser pago. Ninharia:  entre outras "cositas", a irmã mais nova de Robb, Arya Stark (Maisie Williams), deverá se casar com um dos filhos do Lorde sem-noção e... o próprio Robb deverá desposar uma das filhas do homem carrancudo. Quem acompanhou a série, e teve a não-exatamente-grata-satisfação de ver como funcionam as coisas na casa do Lorde Frey, sabe o quanto será penoso para Robb cumprir o trato. Mais, sabe também que Arya jamais casar-se-á com qualquer pessoa que não seja de seu interesse -- se é que algum dia ela vai casar-se com alguém.

Mas isso já é assunto para o futuro de Winterfel. O importante é que eles conseguiram o que precisavam e, mais do que nunca, the winter is coming, o inverno está chegando!

A propósito, nos próximos textos devo voltar a falar sobre os capítulos d'A Arte da Guerra, assim como fiz neste texto, bem como sobre os avanços nas pesquisas, que tem envolvido Tao Te Ching e Mitologia Chinesa, entre outras coisas

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Escreva um comentário aí em baixo para o mundo saber o que você achou do post ou do blog. Se preferir, compartilhe o post e nos siga no Facebook ou no Google Plus.