O Livro dos Cinco Anéis - Miyamoto Musashi

Ilustração de Yoshitaki Tsunejiro (1855) representando o famoso samurai Miyamoto Musashi a lutar contra um inimigo
Ilustração de Musashi contra inimigos datada de 1855 - via Wikimedia Commons

Para desenvolver esse Projeto Sun Tzu estou fazendo uma extensa pesquisa, não apenas em relação ao próprio Sun Tzu e à China, especialmente da época, mas também a assuntos que me pareçam ter alguma relação. Isso antecipou minha leitura -- anteriormente programada para algum tempo no futuro -- d"O Livro dos Cinco Anéis", de Miyamoto Musashi.

Dizem as boas línguas, e as más também, que Musashi teria sido o melhor samurai que já existiu -- nunca perdeu uma luta sequer. Ao fim da vida colocou no papel suas ideias sobre o que ele chama de "o Caminho da estratégia".

Embora ofereça alguns insights interessantes e tenha seu valor histórico e cultural, ele me parece apenas a versão escrita dos ensinamentos do mestre da personagem de Uma Thurman em Kill Bill -- sem, obviamente, o componente de humor inserido por Tarantino. Há algumas coisas muito específicas da luta de espadas, sobre as quais é necessário muito esforço reflexivo para serem utilizadas nos dias atuais (quando é possível). E há, ainda, muita abstração -- creio que por conta dos caminhos da cultura japonesa.

Não deixa de ser uma leitura interessante, e acho que por um tempo verei espadas por todos os lugares que for. Mas sobre estratégia e pensamento estratégico mesmo, me parece muito melhor procurar a fonte das fontes: A Arte da Guerra.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Escreva um comentário aí em baixo para o mundo saber o que você achou do post ou do blog. Se preferir, compartilhe o post e nos siga no Facebook ou no Google Plus.